A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Manifestantes exigem justiça e não dispersam

Manifestantes exigem justiça e não dispersam
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A queda do governo sudanês e as promessas dos militares não foram suficientes para dispersar os manifestantes acampados em redor do quartel-general do exército na capital, Cartum.

Os manifestantes exigem justiça e uma transição rápida para um regime civil.

Esta segunda-feira os manifestantes bloquearam esforços dos militares que tentavam dispersar as multidões.

"O governo caiu mas nós ainda temos exigências, estamos à espera que sejam satisfeitas, qeremos que todos os líderes do antigo regime sejam entregues para julgamento internacional ou que enfrentam a justiça aqui no Sudão, para nós vermos com os nossos próprios olhos", afirma Safia Ahmed, uma manifestante.

Os militares estão a formar um conselho militar de transição com vista a organizar a mudança para um governo civil.

"O que queremos de vocês e espero que todos concordem é, dentro de um curto período, encontrar um indivíduo independente e patriótico para o cargo de primeiro-ministro", disse Yasser Ataar, membro do conselho militar de transição.

Após meses de protestos, na quinta-feira passada os militares anunciaram que haviam detido o presidente Omar al-Bashir no poder há trinta anos.