Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Poder volta a mudar de mãos no Sudão

Poder volta a mudar de mãos no Sudão
Direitos de autor
Reuters
Tamanho do texto Aa Aa

Depois dos festejos pela queda do regime de Omar al-Bashir, os festejos pela saída de Awad Mohamed Ibn Auf. Um dia depois de assumir o governo de transição no Sudão, o ministro da Defesa abandonou o cargo.

A queda de al-Bashir tinha sido bem recebida, as primeiras medidas da junta militar nem por isso, nomeadamente a suspensão da Constituição e os dois anos de validade do governo provisório.

Na hora da saída, Ibn Auf salientou que o importante era encontrar soluções urgentes para o país e apelou ao diálogo, acrescentando que a sua decisão de deixar o poder não tinha por objetivo atrasar o processo.

O breve líder foi já substituído por outro militar, o general Abdel Fattah al-Burhan Abdulrahman. Os líderes dos protestos civis receiam que o golpe não tenha passado de uma luta interna pelo poder e acusam os membros da junta de serem os "mesmos velhos rostos" do antigo regime, criticando ainda a decisão de não entregar al-Bashir ao Tribunal Penal Internacional.