Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Motoristas celebram chegada a acordo

Motoristas celebram chegada a acordo
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A greve dos motoristas de matérias perigosas em Portugal foi desconvocada. Após três dias de paralização, o braço-de-ferro entre a Associação Nacional de Transportadores Públicos Rodoviários de Mercadorias e o Sindicato dos Motoristas chegou ao fim.

O ministro das Infra-estruturas garante estarem agora reunidas "todas as condições para que a normalidade seja reposta" de forma gradual. "Uma importante vitória" dos trabalhadores, anunciou Pedro Nuno Santos. E os trabalhadores não tardaram em celebrar o compromisso para a concretização das reivindicações.

Entre as exigências dos motoristas, diz José Rego, coordenador do Sindicato dos Motoristas de Matérias Perigosasa, estão "a categoria de motorista de matérias especiais, de matérias perigosas, a outra era o salário, queríamos dois salários mínimos nacionais, que era o que já ganhávamos há 20 anos, foi sempre o que ganhámos, o subsídio de risco queremos que seja pago ao mês e não ao dia".

O governo português declarou uma crise energética, na terça-feira à noite, depois de os aeroportos terem começado a ser afetados. No dia seguinte, os portugueses enfrentavam sérias dificuldades para abastecer as viaturas, com o combustível esgotado pelo menos em 40% dos postos de abastecimento.

O fim da greve vem dar algum alívio para os portugueses que se preparam para, nos próximos dias, celebrarem a Páscoa longe de casa