Última hora

Última hora

Tiroteio de Londonderry classificado como terrorismo

Tiroteio de Londonderry classificado como terrorismo
Direitos de autor
Leona O'Neill via REUTERS
Tamanho do texto Aa Aa

A violência regressou às ruas da Irlanda do Norte. Uma ação policial destinada a evitar uma série de ataques previstos para o fim de semana de Páscoa foi recebida com cocktails molotov na cidade de Londonderry. O ataque provocou uma morte e foi classificado pelas autoridades como terrorismo.

De acordo com Mark Hamilton, responsável pelo distrito policial, "um homem armado disparou vários tiros na direção da polícia. Uma mulher de 29 anos, Lyra McKee, foi ferida e transportada num veículo da polícia para o hospital. Infelizmente morreu. Acreditamos que se tratou de um ato terrorista, acreditamos que foi levado a cabo por republicanos violentos. As nossas informações apontam o novo IRA como provável responsável e é essa linha de inquérito que estamos a seguir."

A condenação ao ataque foi unânime entre as principais forças políticas na ilha. Para a deputada do Partido Unionista Democrático, Arlene Foster, trazer as armas para as ruas é um erro e ninguém quer regressar ao passado, já Michelle O'Neill, do Sinn Féin, apelou à calma e lamentou o ataque ao processo de paz e ao acordo de sexta-feira santa.

O mais recente episódio de violência deixa a nu a fragilidade da paz na Irlanda e sublinha os receios de um regresso ao passado alimentado pela saída do Reino Unido da União Europeia.