Eleiçoes em Espanha: segundo debate

Eleiçoes em Espanha: segundo debate
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O debate foi dominado pelo confronto entre os dois candidatos da direita: Albert Rivera do Ciudadanos e Pablo Casado do Partido Popular

PUBLICIDADE

A euronews ouviu a opinião de dois analistas, professores de Ciência Política da Universidade de Girona e da Universidade Complutense de Madrid, sobre o segundo debate da campanha eleitoral.

Gemma Ubasart, Professora de Ciência Política da Universidade de Girona

“O tom pedagógico fica bem a Pablo Iglesias. Mostrou que tem um programa e um talento para o diálogo que pode ser valorizado pelo seu eleitorado."

Jaime Ferri, Professor de Ciência Política da Universidade Complutense de Madrid

“Pablo Iglesias não foi atacado por nenhum dos outros candidatos, tem um percurso mais limpo."

Gemma Ubasart, Professora de Ciência Política da Universidade de Girona

“Ontem vimos dois pares de dança. Um à esquerda com um relacionamento bem resolvido. O Partido Socialista, presidenciável e o Podemos que deve dar apoio ao PSOE para formar governo. O outro par, o da direita, ainda não clarificou o relacionamento por isso vimos o nervosismo."

Jaime Ferri, Professor de Ciência Política da Universidade Complutense de Madrid

"O que aconteceu, entre muitas outras coisas, foi um exagero por parte de Albert Rivera. Provavelmente, devido às muitas expetativas que foram criadas porque ele conseguiu um bom resultado no debate do dia anterior."

Gemma Ubasart, Professora de Ciência Política da Universidade de Girona

Há duas questões que não foram abordadas no debate. A primeira tem a ver com a questão da política internacional e da política europeia. E há outra ligada a esta, que é o desafio global das alterações climáticas: a crise energética, a transição ecológica que deve ser feita em sociedades como a nossa. "

Jaime Ferri, Professor de Ciência Política da Universidade Complutense de Madrid

"Como criar empregos de qualidade para jovens, diferenças salariais, tudo o que tem a ver com as questões do feminismo. Tudo isto pede um debate mais calmo."

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Direita espanhola nas ruas contra acordo de amnistia para independentistas catalães

Por que razão Espanha é dos poucos na UE a apoiar a Palestina?

Pedro Sánchez toma posse como chefe do governo de Espanha com protestos na rua