A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Confrontos com coletes amarelos em Estrasburgo

Confrontos com coletes amarelos em Estrasburgo
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

É assim há 24 semanas. Nem o discurso de Emmanuel Macron há escassos dias, no qual o presidente francês prometeu uma nova redução de impostos, apaziguou os ânimos dos coletes amarelos.

Em Estrasburgo, há registo de, pelo menos, um ferido e três detidos, depois de as autoridades terem bloqueado o acesso às instituições europeias.

O mesmo cenário reproduziu-se em Toulouse, Montpellier, Marselha, quase sempre com várias centenas de manifestantes. Em Paris, onde os protestos têm conhecido momentos particularmente violentos, foram entre dois e três mil.

Macron continua a ser acusado de não ouvir realmente as reivindicações sobre a degradação progressiva das condições de trabalho em França.