Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Trump retira EUA de tratado de armas da ONU

Trump retira EUA de tratado de armas da ONU
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Donald Trump responde positivamente à industria de armamento norte-americana e retira os Estados Unidos de tratado internacional de comércio de armas.

Presidente Donald Trump retira os Estados Unidos de tratado internacional de comércio de armas.

O acordo tinha sido assinado em 2013 pelo então presidente Barack Obama, mas nunca foi ratificado pelo Senado.

A poderosa NRA, a Associação Nacional de Armas norte-americana, e outros grupos conservadores sempre se opuseram ao tratado

"Como parte desta decisão, vou assinar agora mesmo, em frente a muitas testemunhas, muitas testemunhas," declarou Donald Trump.

O acordo abrange exportações de armamento, variando de pequenas armas de fogo a tanques de combate, mas não as vendas no mercado interno.

Abandonar o tratado faz parte de um plano mais amplo da administração Trump de rever as políticas de exportação de armas para ajudar a industria norte-americana que domina o comércio mundial de armas.

A NRA gastou 30,3 milhões de dólares em apoio à campanha presidencial de Donald Trump em 2016, de acordo com o Center for Responsive Politics, um grupo que acompanha os gastos de campanhas.

A ação de Trump foi criticada pela comunidade internacional e grupos de direitos humanos.