Última hora

Trump recebido em protesto no Ohio e no Texas

Trump recebido em protesto no Ohio e no Texas
Tamanho do texto Aa Aa

Donald Trump chegou a El Paso, no Texas, com um aceno à multidão, mas a multidão não retribuiu. O presidente norte-americano deslocou-se, esta quarta-feira, à cidade para agradecer o trabalho prestado pelos profissionais dos serviços de emergência e prestar homenagem às vítimas de um tiroteio motivado por ódio racial que matou 22 pessoas.

Mas a comunidade hispânica diz viver com medo e atribui responsabilidades ao presidente dos Estados Unidos. Antes, Trump tinha já estado em Ohio, onde, em menos de 24 horas, um cenário sangrento se repetiu e fez nove mortos.

Desde a campanha, tem promovido a devolução de migrantes aos países de origem. Agora, foi mandado de volta para Washington por centenas de manifestantes que não o querem na cidade ainda de luto e cansada da retórica do presidente.

"O discurso de ódio inspirou pessoas com tendência à violência. Para mim é uma consequência direta", defende um dos manifestantes na rua.

Sob pressão, Donald Trump admitiu limitar o acesso às armas de fogo, mas deixa de fora qualquer intenção de banir a venda de armamento automático.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.