Última hora
This content is not available in your region

Papa Francisco na Bulgária

Papa Francisco na Bulgária
Tamanho do texto Aa Aa

Não fechar os olhos ao drama da imigração. Foi esta a ideia principal que marca o primeiro dia da visita do Papa Francisco à Bulgária.

O Papa não deixou de apelar às autoridades búlgaras para que haja uma maior abertura aos migrantes e mais diálogo com outras comunidades religiosas: "A vós que conhecem o drama da imigração, permito-me sugerir que não fechem os olhos, que não fechem o coração ou as mãos - de acordo com as vossas melhores tradição - àqueles que batem à vossa porta".

Um apelo feito no palácio presidencial, em Sofia, devido à duras políticas de imigração adotadas pela Bulgária. Um defensor incansável dos refugiados, o Papa acrescentou ainda que: “é fácil construir muros, mas é difícil construir pontes”. Lembrou também o fim do regime soviético, uma altura em que muitos búlgaros também saíram do país à procura de uma nova vida.

A Macedónia do Norte é a próxima etapa desta viagem do Papa Francisco.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.