Última hora

Última hora

John Carpenter recebe prémio de carreira em Cannes

John Carpenter recebe prémio de carreira em Cannes
Tamanho do texto Aa Aa

O realizador de culto dos filmes de terror americanos, John Carpenter, foi agraciado com o prémio de carreira, o famoso "Carrossel d'Or ", atribuído pela sociedade francesa de realizadores, na abertura da quinzena dos realizadores, do Festival de Cinema de Cannes.

Emocionado, Carpenter, afirmou: "Eu ainda experimento o mistério profundo da persistência da visão que me permite criar um universo e contar uma história partilhada por uma sala cheia de pessoas no escuro. Que seja um zootópico, uma espécie de projetor artístico ou uma matriz digital, as pessoas ainda vivem na luz. É do transporte de um público através do mundo da luz e das sombras em torno dele que me orgulho de fazer parte. Obrigado do fundo do meu coração".

Para além de mestre do terror e da ficção científica, Carpenter é também o compositor da maior parte das músicas dos seus filmes e lançou três álbuns de estúdio e uma antologia de temas cinematográficos entre 1974 e 1998.

Num breve olhar pela longa carreira do mestre de 71 anos, que afirma ser "um criador na Europa e um mendigo nos Estados Unidos", destacamos:

O clássico do terror, "Halloween", de 1978, que lançou a carreira internacional de John Carpenter, com um enorme sucesso de bilheteira. Haloween teve sete sequelas, mas nenhuma dirigida por Carpenter.

Seguiu-se "The Fog", em 1980, que foi recebido pela crítica com comentários mistos, mas obteve sucesso nas bilheteiras, com cerca de 20 milhões de dólares de lucros.

"Escape from New York", de 1981, com Kurt Russell a proteger o presidente dos EUA na ilha de Manhattan, na cidade de Nova York, veio a tornar-se um filme culto.

John Carpenter retornou à franquia "Halloween" como compositor e produtor executivo para a sequela de 2018 com David Gordon Green. Uma mega operação de bilheteira que rendeu quase 250 milhões de euros.

A lista das obras de John Carpenter é longa e muitos dos filmes que não alcançaram sucesso aquando do lançamento, vieram a tornar-se mais tarde, filmes de culto nos seus géneros.