Última hora
This content is not available in your region

Tribunal Constitucional adia eleições presidenciais na Argélia

euronews_icons_loading
Tribunal Constitucional adia eleições presidenciais na Argélia
Tamanho do texto Aa Aa

O Tribunal Constitucional da Argélia adiou as eleições presidenciais que estavam previstas para o dia quatro de julho, sem estabelecer nova data para o escrutínio.

Em comunicado, os conselheiros justificaram a decisão com a falta de candidatos, depois de terem invalidado os processos dos dois únicos políticos que se apresentaram para concorrer ao lugar de chefe de Estado.

Estas eleições deveriam permitir a escolha de um sucessor do presidente Abdelaziz Bouteflika, que se demitiu no dia dois de abril, depois de fortes contestações nas ruas e da pressão do exército.

O Tribunal Constitucional sugere, assim, a prorrogação do mandato do presidente interino, Abdelkader Bensalah, nomeado a 9 de abril, o que pode provocar alguns constrangimentos pois a Constituição diz que Bensalah só pode permanecer no cargo, no máximo 90 dias.