Última hora
This content is not available in your region

Bandeiras a meia-haste depois da morte do ex-presidente da Argélia

Access to the comments Comentários
De  Patricia Tavares
euronews_icons_loading
Bandeiras a meia-haste depois da morte do ex-presidente da Argélia
Direitos de autor  Alfred de Montesquieu/Copyright 2018 The Associated Press. All rights reserved.
Tamanho do texto Aa Aa

Depois do anúncio da morte do ex-presidente da Argélia Adbelaziz Bouteflika, as autoridades políticas declararam que as bandeiras seriam erguidas a meia haste "durante três dias". Um gesto de homenagem sentido também nas ruas de Argel, a população deixou a controvérsia e honrou a alma do antigo presidente do país.

Um dos entrevistados disse ter ficado muito sentido, mas que ele já era muito velho e pediu a Deus para que dê descanso à sua alma. Outra pessoa adiantou que: "Ele trouxe coisas positivas - que quanto ao resto não sabem o que aconteceu, acrescentando que não se fala mal dos mortos e que tudo o que podem dizer é que "Deus dê descanso à sua alma".

Adbelaziz Bouteflika morreu aos 84 anos, dois anos depois de ter sido derrubado do poder pelos protestos pró-democracia do movimento Hirak.