Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

SPD com liderança partilhada?

SPD com liderança partilhada?
Tamanho do texto Aa Aa

Ninguém parece interessado em assumir a liderança do SPD, parceiro minoritário da grande coligação alemã, quando o partido enfrenta um dos piores momentos da sua história.

Os social-democratas poderão entregar, de forma interina, as rédeas do partido a três pessoas em simultâneo, que terão a dura tarefa de relançar a formação, depois da demissão de Andrea Nahles, uma semana depois da humilhação nas eleições europeias, que relegou os social-democratas para terceira força política da Alemanha.

Os três nomes avançados são Manuela Schwesig, ministra-presidente do Estado de Meclemburgo-Pomerânia Ocidental, Thorsten Schäfer-Gümbel, que lidera o SPD no Estado de Hesse, e Malu Dreyer, chefe do governo do Estado da Renânia-Palatinado.

Face à pressão interna, a nova cúpula dirigente do SPD poderia decidir abandonar a coligação com a CDU da chanceler Angela Merkel, mas a perspetiva de eleições antecipadas quando a formação tem a popularidade por terra é menos do que aliciante.