Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Trump recebido por Isabel II

Trump recebido por Isabel II
Direitos de autor
REUTERS/Simon Dawson
Tamanho do texto Aa Aa

Um ano depois de visitar Londres em trabalho, Donald Trump volta ao Reino Unido em visita de Estado. O Marine One, o helicóptero oficial do presidente dos Estados Unidos, aterrou esta segunda-feira no relvado do Palácio de Buckingham.

A visita anuncia-se polémica. Trump já espalhou críticas e conselhos sobre política interna. Chamou "perdedor", "pateta" e "incompetente" ao presidente da Câmara de Londres, depois de se saber que Sadiq Khan defendia que o Reino Unido não devia estender o tapete vermelho a Trump.

A Theresa May, com quem vai reunir-se esta terça-feira, deu o conselho de não perder mais tempo a negociar o Brexit. Se Bruxelas não concordar com os ter mos de Londres - diz Trump - O Reino Unido deve sair sem pagar os 50 mil milhões que deve à União Europeia.

Estão previstas manifestações públicas para quase todos os pontos da visita. Protestos que Donald Trump não deverá ver, porque o roteiro do presidente foi cuidadosamente preparado para os evitar.

O chefe de Estado almoçou com a Rainha. Isabel II tinha preparada uma exposição que para além de artefactos americanos da Coleção Real, tinha também peças escocesas, para evocar a ascendência de Trump na grande ilha do velho Continente.