Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Alterações climáticas vão custar um bilião de dólares às empresas

Alterações climáticas vão custar um bilião de dólares às empresas
Tamanho do texto Aa Aa

A poluição e ação dos humanos sobre o meio ambiente está a gerar transformações no clima, segundo a maior parte da comunidade científica. Estas mudanças climáticas estão também a ter um efeito na economia, com empresas que correm riscos importantes e outras que beneficiam com a mudança de comportamentos ligada às mudanças climáticas e à consciência ambiental que se tem vindo a criar. O estudo publicado agora pela organização não-governamental CDP junta as 215 maiores empresas do mundo, O grupo com maior impacto é o ANZ, grupo de banca e seguros da Austrália e Nova Zelândia, seguido pela BMW, Total, Unilever e Sony.

Já no campo daquelas com mais potencial para beneficiar das mudanças, a lista é encabeçada pelo Bank of America, seguida pela Suncor, empresa especialista na exploração de areias betuminosas, pela Nestlé e pela Canon.

Em muitos casos, este impacto deve fazer-se sentir nos próximos cinco anos. As empresas analisadas no estudo valem juntas cerca de 17 biliões de dólares. No caso daquelas que devem sofrer consequências negativas, devem sofrer um impacto a rondar um bilião.