EventsEventosPodcast
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Protestos levam a adiamento de debate mas os manifestantes querem mais

Protestos levam a adiamento de debate mas os manifestantes querem mais
Direitos de autor REUTERS/Thomas Peter
Direitos de autor REUTERS/Thomas Peter
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Manifestantes não arredam pé enquanto o projeto para a nova lei da extradição não for abandonado, polícia recorra a gás pimenta e balas de borracha

PUBLICIDADE

O debate parlamentar sobre a polémica lei da extradição foi adiado mas nem por isso o ambiente acalmou nas ruas de Hong Kong. Os manifestantes garantem que irão continuar os protestos até o projeto de lei ser abandonado, o que levou as autoridades locais a usar gás pimenta e balas de borracha na tentativa de dispersar a multidão.

O Governo de Hong Kong tentou colocar água na fervura e fez um apelo aos manifestantes para deixarem de bloquear as ruas para que a circulação volte ao normal o mais rapidamente possível, para manterem a calma e não cometerem nenhum crime.

A polémica lei passa a permitir a extradição quase automática de pessoas para a China continental, incluindo os dissidentes políticos que se encontram em Hong Kong. Para os manifestantes, a lei viola os termos do acordo entre o Reino Unido e a China, onde Pequim se comprometeu a manter o sistema judicial deixado pelos britânicos até 2047.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Governo de Hong Kong pede desculpa perante protesto de milhões

Comprar peças originais sem ir à falência: bem-vindos à feira de arte acessível de Hong Kong

Putin enaltece comércio bilateral no último dia da sua visita à China