Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Equador reconhece casamento entre pessoas do mesmo sexo

Equador reconhece casamento entre pessoas do mesmo sexo
Tamanho do texto Aa Aa

O Tribunal Constitucional do Equador deu luz verde ao casamento entre pessoas do mesmo sexo. Em nove juízes, cinco votaram a favor desta medida histórica num país conservador.

Uma vitória para vários casais e defensores dos direitos LGBT, que travaram uma longa batalha legal para ver este dia chegar.

"O Equador converte-se num país mais justo e igualitário. Esta batalha durou seis anos. A minha companheira Gabi Correa e eu começámos isto juntas a 5 de agosto de 2013", disse a ativista Pamela Troya.

Os quatro juízes que votaram contra consideraram que seria necessário legalizar o casamento entre homossexuais através de reformas constitucionais.

"É um dia nacional de celebração para o Equador por ter alcançado a igualdade. Não tenho palavras. Estou feliz", afirmou o ativista Efrain Soria.

O Equador junta-se assim a outros países latino-americanos, como o Brasil, que já tinham legalizado o casamento entre pessoas do mesmo sexo.