A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Irão abate drone e lança acusações aos EUA

Irão abate drone e lança acusações aos EUA
Direitos de autor
Eric Harris/U.S. Air Force via Reuters
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O Irão diz ter abatido um drone dos EUA, que terá violado o seu espaço aéreo e garante que levará o caso "perante a ONU" para demonstrar que tem razão, nas acusações que faz aos norte-americanos.

A aeronave não tripulada, um Global Hawk pertencente à Marinha, foi abatida por um "míssil", sobre o Mar da Arábia, anunciava, em comunicado, a Guarda Revolucionária do Irão.

Donald Trump reagiu dizendo que Teerão cometeu um grande erro. Washington confirma que o drone foi abatido mas não a acusação de violar espaço aéreo iraniano.

A crise entre Washington e Teerão tem-se agudizado. Para o Presidente russo, Vladimir Putin, uma possível intervenção americana na região "será catastrófica" e alerta que mesmo para os EUA "as consequências serão muito tristes".

Enquanto o Pentágono diz que o drone foi abatido em espaço aéreo internacional Teerão garante que os Estados Unidos estão a mentir e acusa o país de submeter o Irão ao "terrorismo económico", realizando "ações clandestinas" contra Teerão chegando mesmo a invadir o seu território. Também através do Twitter Mohammad Javad Zarif afirma que estão apenas a defender o seu país.

O incidente terá ocorrido próximo do Estreito de Ormuz, ponto de passagem estratégico do petróleo, e onde aconteceram ataques recentes a navios cuja autoria é atribuída, pelos EUA, ao Irão.