Capitã de navio da Sea Watch 3 libertada

Capitã de navio da Sea Watch 3 libertada
Direitos de autor reuters
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O Tribunal de Agrigento considerou que não houve crime de "resistência e violência a um navio de guerra". Carola Rackete agiu em cumprimento do dever.

PUBLICIDADE

A Capitã de navio da Sea Watch 3 foi libertada depois de ter atracado em Itália, sem autorização. O Tribunal de Agrigento considerou que não houve crime de "resistência e violência a um navio de guerra", porque o barco patrulha que foi abalroado pela embarcação humanitária não se tratava de um navio militar.

A acusação de resistência às autoridades também não teve seguimento visto que foi considerado que Carola Rackete agiu em cumprimento do dever.

A ativista entrou no porto em Lampedusa para fazer desembarcar migrantes que estavam em espera há 17 dias no mar.

O Ministro do Interior italiano, Matteo Salvini, reagiu com indignação através do Facebook dizendo que não tem palavras para classificar esta decisão. E que tem vergonha daqueles que permitem que os estrangeiros possam desobedecer à lei e por em risco as autoridades.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Capitã do "Sea Watch 3" interrogada de novo no tribunal

"Sea Watch 3" ao largo de Lampedusa: habitantes e turistas atentos

Lampedusa está sobrecarregada depois de receber mais de 1000 migrantes em 24 horas