A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Semana da alta costura em Paris

Semana da alta costura em Paris
Direitos de autor
REUTERS/Regis Duvignau
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Durante a semana da alta costura, todas as luzes da cidade luz estiveram apontadas para os grandes nomes da indústria da moda - Paris recebeu as novas coleções. A Dior vestiu-se de negro; decidiu jogar em casa e apresentou as propostas de Maria Grazia Chiuri, na Avenue Montaigne.

Uma coleção com uma cenografia escura, como as peças apresentadas... A vibração gótica apareceu com vestidos longos, fatos pretos e plumas negras. No fim do desfile, a peça de resistência: uma casa de bonecas dourada inspirada na obra dos anos 70 da artista Penny Slinger.

Maria Grazia Chiuri recebeu uma das mais altas condecorações de França, a Legião de Honra, por ter revigorado a Casa Dior e for ter colocado o feminismo acima da feminilidade.

Celine Dion foi até Paris, para descobrir as últimas peças da estilista Iris Van Herpen. Sempre vanguardista, a criadora apresentou uma coleção chamada "hipnose" que combina transparências, superposição e movimento, para criar uma ilusão ótica.

"Inspirei-me muito no trabalho de Anthony Howe esta temporada. É um escultor americano que faz obras cinéticas muito bonitas e uma delas foi feita para o desfile de hoje. O trabalho dele é muito hipnótico. Ele observa a natureza e traduz os padrões da natureza nas esculturas cinéticas. Quis traduzir a emoção do trabalho dele nesta coleção."
Iris van Herpen

O estilista holandesa fechou o desfile com um vestido original que exigiu quatro meses de trabalho e surpreendeu Paris.