A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Boris Johnson não quer "backstop"

Boris Johnson não quer "backstop"
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Boris Johnson vê o Brexit como uma "oportunidade económica enorme". Para o novo primeiro-ministro britânico, para renegociar o acordo de retirada da União Europeia (UE) é essencial o abandono da cláusula de salvaguarda do 'Brexit' para a fronteira irlandesa. Se tal não acontecer, diz estar pronto a avançar com a saída da UE sem acordo.

"Se nos livrarmos do backstop na totalidade, então estamos a fazer um grande progresso. Devemos lembrar-nos que deixar a UE é uma oportunidade económica enorme para fazer coisas que não nos foi permitido fazer durante décadas, Para nos livrarmos de alguma burocracia, criar empregos, desemaranhar a criatividade e a inovação pelas quais a Grã-Bretanha é famosa," afirmou o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson.

À frente do Governo desde quarta-feira, Boris Johnson prometeu novos investimentos nas regiões que votaram a favor de uma saída da União Europeia no referendo de 2016.

Também assegurou que iria intensificar as negociações sobre acordos comerciais pós-Brexit e a criar portos francos para estimular a economia.

Os líderes europeus estão preparados para conversar com o novo chefe do Governo britânico mas, até agora, têm repetido a mensagem que não vão renegociar o acordo de saída do Reino Unido da UE.

Muitos diplomatas da UE acreditam que o Reino Unido vai ter eleições antecipadas brevemente.