A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Mais carne de vaca dos EUA na Europa

Mais carne de vaca dos EUA na Europa
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Vai haver mais carne de vaca dos Estados Unidos nas mesas europeias. Das trincheiras da guerra comercial com a China, Donald Trump acenou aos produtores e agricultores norte-americanos com uma vitória: o acordo com a União Europeia para aumentar as exportações de carne para o velho continente. A quota deverá subir 46% logo no primeiro ano - contas feitas pelo presidente norte-americano.

"É uma vitória tremenda para os criadores de gado americanos e, claro, para os consumidores europeus, porque a carne de vaca americana é considerada a melhor do mundo. A minha administração defende os nossos agricultores e criadores como nunca antes foi feito. Estamos a proteger os nossos agricultores de várias formas até com a China," disse Trump.

A China esteve presente também nas entrelinhas do discurso do Embaixador da União Europeia em Washington. Stavros Lambrinidis diz que este acordo sublinha o facto das questões comerciais não serem "apenas uma questão de dinheiro", mas também "uma questão de valores; de garantir padrões elevados para negociar de forma justa".

Washington espera com este acordo marcar o início de um novo relacionamento comercial com a Europa. Bruxelas procura remover as tarifas aduaneiras de uma série de produtos europeus nos Estados Unidos e quer que Trump ponha definitivamente na gaveta a ameaça de taxar os carros produzidos nos países da UE.

O acordo anunciado esta sexta-feira ainda tem de ser aprovado pelo Parlamento Europeu.