A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Detido ex-Presidente do Quirguistão

Detido ex-Presidente do Quirguistão
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

As forças de segurança do Quirguistão prenderam o ex-Presidente Almazbek Atambayev.

A detençao desta quinta-feira aconteceu após a tentativa fracassada do dia anterior, onde morreu um elemento das forças especiais e provocou dezenas de feridos, entre os apoiantes do ex-Presidente e os agentes da autoridade envolvidos na operação.

Momentos antes de ser detido, Atambayev reuniu os seus partidários e incitou-os a realizarem protestos indefinidos.

O ex-Presidente dizia querer apenas uma coisa das autoridades, que começassem a "cumprir a lei". Adiantando que, se nem para ele as leis fossem respeitadas, então "mais pessoas seriam tratadas como ovelhas".

De acordo com os seus correligionários, o ex-Presidente rendeu-se para evitar a repetição dos confrontos violentos que se tinham registado perto da sua residência na cidade de Koi-Tash, a cerca de vinte quilómetros da capital, Bishkek.

O Ministério Público acusa Atambayev de enriquecimento ilícito, apropriação indevida de terras, corrupção no projeto de modernização de uma fábrica e libertação de um líder da máfia.

O Presidente do Quirguistão, Sooronbai Zheenbékov, disse que o antecessor vai responder por "crimes graves", por resistir à autoridade e usar armas de fogo contra a polícia.