A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

A água que bebemos está cheia de microplásticos

A água que bebemos está cheia de microplásticos
Direitos de autor
Reuters
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A água que consumimos está cheia de microplásticos. É isto que mostra um dos primeiros estudos da Organização Mundial de Saúde (OMS). É preciso investigar muito mais mas, à primeira vista, parece não ser muito perigoso para a saúde.

O coordenador do Departamento de Saúde Pública da OMS, Bruce Gordon, afirma: "Não há absolutamente nenhuma dúvida de que os microplásticos se encontram na água que bebemos, e, de facto, na água potável e nas fontes e lençóis subterrâneos. Agora, quando pensamos nos riscos potenciais, temos uma questão que é a de uma partícula inerte e por isso o plástico não reage quimicamente, entrando no corpo e causando danos nos órgãos e nos tecidos. A mensagem principal é que a grande maioria dos microplásticos passará inofensivamente pelo corpo".

Ou seja, tanto as grandes como as pequenas partículas do plástico passarão pelo organismo sem serem absorvidas.

Pelo sim, pelo não, a OMS recomenda que a filtragem e tratamento da água seja feita de forma a que se removam 90% dos microplásticos e refere que o mais inquietante é aquilo que ainda não se sabe sobre a poluição dos plásticos. Os estudos, que só começaram há dois anos, vão continuar, mas, uma coisa é certa, é preciso acabar com o flagêlo do plástico.