Aprovado fim da imunidade parlamentar na Ucrânia

Aprovado fim da imunidade parlamentar na Ucrânia
Direitos de autor Reuters
De  Ricardo Figueira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O fim deste privilégio dos deputados era um cavalo-de-batalha para o presidente Volodymyr Zelenskyi.

PUBLICIDADE

Na Ucrânia, os deputados podem, em breve, vir a ser responsabilizados por atos criminais, sem estarem protegidos pela imunidade. O parlamento aprovou a medida, que vai ainda precisar do aval das autoridades judiciais. É uma vitória para o presidente Volodymyr Zelenskiy.

"Se um deputado atropelar alguém, se encobrir certas práticas ou se cometer qualquer outro ato criminoso - tem de ser levado à justiça. O parlamento é um órgão legislativo, não é um abrigo para alguém se proteger da justiça durante cinco anos", disse o chefe de Estado num discurso no hemiciclo.

O projeto foi aprovado com uma forte maioria e apenas três abstenções e 28 não-participações, as dos deputados da plataforma "Pela Vida", uma das forças de oposição a Zelenskiy. Estes deputados consideram a lei injusta, porque prevê o fim da imunidade para os deputados, mas não para o presidente nem para os juízes.

Zelenskiy derrotou o antecessor Petro Poroshenko nas eleições desta primavera com a promessa de lutar contra a corrupção.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Tribunal Penal Internacional emite mandados de detenção para dois altos comandantes russos

Crimes de guerra: Como é que a Rússia pode ser responsabilizada?

Processo de António Costa desce do Supremo para o DCIAP