Última hora

Jogadores aconselhados a cobrir tatuagens no Japão

Jogadores aconselhados a cobrir tatuagens no Japão
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A World Rugby, organismo que tutela a modalidade a nível mundial, aconselhou os jogadores a cobrirem eventuais tatuagens durante o campeonato do mundo, que se vai disputar no Japão.

"Essa vai ser a norma para os jogadores que tenham a sorte de vir para cá. Temos de respeitar os valores dos japoneses", disse Sonny Bill Williams, jogador da Nova Zelândia, que tem tatuagens.

Mas quem vive das tatuagens, como Yugo, espera que o Campeonato do Mundo de Rugby possa gerar um debate sobre a forma como O Japão as encara. "Vai ser uma boa oportunidade para os estrangeiros descobrirem o quão severo é o Japão no que se refere a tatuagens - sejam boas ou más. Sinto isto, uma vez que viajo para o exterior, mas é muito diferente. Portanto, acho que os estrangeiros vão ficar chocados", destacou.

As tatuagens ainda são muito estigmatizadas no Japão. No período Edo, aos cidadãos que cometiam crimes menores tatuava-se o centro da testa. Hoje em dia, a tatuagem também está muito associada aos membros da máfia japonesa yazuka.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.