A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Enescu. compositor romeno, "genial e longe da terra"

Enescu. compositor romeno, "genial e longe da terra"
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O Festival Internacional de Música dedicado a George Enescu é um dos grandes eventos culturais da Roménia.

Durante o mês de setembro, o país celebra o compositor, pianista e violinista nascido em 1881 e considerado como um dos grandes nomes da música erudita do século XX. Para o diretor do evento, trata-se não só de celebrar a beleza da música mas de mostrar uma outra faceta da Roménia.

"Com este festival tentamos dar uma outra imagem da Roménia. É uma tarefa difícil porque não basta ter um espólio cultural, é preciso ter dinheiro para promovê-lo. É o que tentamos fazer com este festival. Durante três semanas, jornalistas do estrangeiro deslocam-se a Bucareste para fazer a cobertura deste festival", sublinhou Mihai Constantinescu, diretor do festival.

Mihai Constantinescu, diretor do Festival de Música Enescu

Os destaques da edição 2019

Lançado em 1958, três anos após a morte do compositor, o festival conquistou toda uma geração de fãs. "Nos últimos trinta anos assisti a todas as edições do festival", disse um espetador à euronews. "Viajo pelo mundo inteiro mas regresso sempre ao meu país para poder assistir a este festival porque a música é como mel para o coração", sublinhou uma espetadora.

Este ano, pela primeira vez o festival romeno incluiu concertos noutras cidades, como Dresden, Liège, Florença e Toronto.

A euronews falou com os músicos do Monte Piano Trio que reúne artistas de itália, França e Roménia. Vários vezes premiado a nível internacional, o grupo criado em 2008 tocou obras de Ernest Chausson, Arnold Schoenberg e George Enescu. "A música de Enescu é incrivelmente complicada, genial e longe da terra", confessou Francesco Sica, violinista do grupo.

Em 2019, a programação integra concertos de cerca de três mil artistas ao longo de três semanas, com lotação quase esgotada.