A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

EUA não esquecem o 11 de setembro de 2001

EUA não esquecem o 11 de setembro de 2001
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Os Estados Unidos voltaram a prestar homenagem às mais de 2600 pessoas que morreram nos atentados de 11 de setembro de 2001.

No Ground Zero, em Nova Iorque, cumpriu-se um minuto de silêncio à hora em que um avião embateu na torre norte do edifício do World Trade Center.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, participou na cerimónia do Pentágono, local que também foi atingido por um dos aviões sequestrados. Trump voltou a prometer que vai intensificar os combates contra os talibãs no Afeganistão.

No memorial do Ground Zero foram reconhecidas este ano outras vítimas dos atentados: bombeiros, polícias e outras pessoas que morreram ou adoeceram após a exposição aos produtos químicos e à nuvem de poeira que a queda do World Trade Center provocou.