A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Confrontos entre grupos pró e contra a China em Hong Kong

Confrontos entre grupos pró e contra a China em Hong Kong
Direitos de autor
REUTERS/Jorge Silva
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Hong Kong continua sob alta tensão, mas com menos violência. Este sábado, a polícia interveio e fez detenções em locais em que se confrontavam grupos pró e contra a China.

Depois de os opositores ao governo terem enchido centros comerciais cantando em uníssono um hino de desafio e apelo à liberdade intitulado "Glória a Hong Kong", os apoiantes do governo local e da aproximação à China sairam à rua com bandeiras e palavras de ordem como "Hong Kong é China" e "Apoiem a Polícia".

Contrariamente ao que aconteceu nas semanas anteriores, os contestatários da interferência chinesa no território sairam para a rua cantando, no espírito das celebrações do festival de Outono, ou simplesmente marchando por toda a cidade, dizendo que continuam a estar na rua até que as suas exigências sejam satisfeitas.

Enquanto isso, o ativista pró-democracia, Joshua Wong está num périplo pelos Estados Unidos da América à procura de apoios para os protestos e revelou que foi convidado a ir ao congresso.