This content is not available in your region

Repressão de protestos no Iraque faz pelo menos cinco mortos

Access to the comments Comentários
De  Ricardo Figueira
euronews_icons_loading
Repressão de protestos no Iraque faz pelo menos cinco mortos

Pelo menos cinco pessoas morreram, segundo os números oficiais, ao quinto dia de protestos contra o governo no Iraque. A polícia e as autoridades sanitárias falam de um morto e 13 feridos num bairro do sul de Bagdade, a juntar a quatro mortos no centro da capital iraquiana, 81 mortos desde que os levantamentos começaram.

Esta onda de protestos está a abalar o governo liderado por Adel Abdul Mahdi e é a maior desde que foi declarada a derrota do Daesh em 2017. A televisão iraquiana mostrou, entretanto, um encontro do presidente do parlamento com alegados líderes dos protestos, numa tentativa de apaziguar a situação.

Os números do Alto Comissariado da ONU para os Direitos Humanos são mais graves, falam de mais de 90 mortos e cerca de três mil feridos desde que os protestos começaram. A polícia disparou balas reais em várias ocasiões, como em Nassíria, onde pelo menos 18 pessoas foram mortas pelas forças policiais ao longo da semana.