A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Anri Egutidze conquista medalha de bronze no Grand Slam de Brasília

Anri Egutidze conquista medalha de bronze no Grand Slam de Brasília
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O judoca português Anri Egutidze conquistou esta segunda-feira a medalha de bronze em -81kg no Grand Slam de Brasília, ao vencer o russo Khasan Khalmurzaev, por ippon.

Anri Egutidze falhou somente a presença na final após caír diante do turco Vedat Albayrak, por ippon.

Anri Egutidze e Khasan Khalmurzaev

O japonês ex-campeão do Mundo Takanori Nagase conquistou a medalha de ouro da categoria, a sua terceira consecutiva em provas do Circuito Mundial de Judo.

O embaixador do Japão no Brasil, Akira Yamada, entregou as medalhas aos judocas.

A competir na mesma categoria, Carlos Luz foi eliminado logo no primeiro combate, ao perder frente ao italiano Christian Parlati.

O triunfo da experiência

Depois de uma emocionante cerimónia de abertura, a segunda jornada foi marcada por muita ação e pelo triunfo de judocas mais experientes, já que três dos quatro campeões têm idades superiores a 30 anos.

O russo de 31 anos Musa Mogushkov defrentou o jovem a competir em casa David Lima e deixou clara a sua superioridade técnica com um sublime Tai otoshi, com que derrotou o adversário e arrebatou a medalha de ouro em -73kg .

Uma exibição excepcional e mais um passo largo para o russo a caminho da qualificação para os Olímpicos de Tóquio.

Musa Mogushkov
"Não costumo usar esta técnica em competições, mas tenho-a aperfeiçoado nos treinos e senti que o momento era perfeito. Executei o golpe e resultou."
Musa Mogushkov

Décio dos Santos Brasil, Secretário Especial de Desporto do Ministério da Cidadania do Brasil, entregou as medalhas da categoria.

A nossa Mulher do Dia

Em -70kg, a colombiana tricampeã do Mundo Yuri Alvear avançou sem problemas nos preliminares, com vitórias por ippon em todos os combates e apenas 3 minutos no tatami. À sua espera na final estava a jovem revelação alemã Giovanna Scoccimarro, que buscava uma segunda medalha de ouro numa prova do Circuito Mundial de Judo. Mas Alvear marcou o Waza-ari decisivo e conquistou o título, sagrando-se a nossa mulher do dia.

"O mais importante nestes combates é manter a calma e isso consegue-se com a experiência. Aprendi a manter-me calma ao longo dos anos e sempre que o tenho feito, obtenho um bom resultado.”
Yuri Alvear

As medalhas da categoria foram apresentadas pelo embaixador de Cuba no Brasil, Ronaldo Gomez.

Brasil domina em -63kg

A final de -63kg foi disputada por duas brasileiras, que buscavam ambas a sua primeira medalha de ouro no Grand Slam. A medalhista olímpica de bronze de 2008 Ketleyn Quadros defrentou e superou a judoca Alexia Castilhos com um inteligente Sumi-gaeshi, garantindo o primeiro lugar do pódio e levando o público da casa ao rubro.

O Movimento do Dia

O nosso Movimento do Dia coube a Soichi Hashimoto, outro antigo campeão do mundo, que produziu um enorme, vistoso e vitorioso Seoi nage no combate dos quartos de final em -73kg frente ao francês Guillaume Chaîne.

Soichi Hashimoto e Guillaume Chaîne

Um momento de destaque numa segunda jornada marcada por exibições superlativas de judo.

A Seleção Nacional

Na primeira jornada do Grand Slam no domingo, Catarina Costa conquistou a medalha de ouro em -48kg e Telma Monteiro (-57kg), Rodrigo Lopes (-60kg) e Joana Ramos (-52kg) terminaram em quinto lugar.

Na terça-feira, último dia da prova, estará em ação a judoca Rochele Nunes, que compete na categoria de +78kg.