Última hora
This content is not available in your region

Bolsonaro tem "no radar" país responsável por derrame de petróleo no nordeste

euronews_icons_loading
Bolsonaro tem "no radar" país responsável por derrame de petróleo no nordeste
Direitos de autor  REUTERS/Diego Nigro
Tamanho do texto Aa Aa

O petróleo que deu à costa em mais de uma centena de praias do nordeste do Brasil poderá ser de origem venezuelana. O presidente brasileiro afirmou que a questão está a ser investigada e que poderá resultar de uma ação criminosa ou de um acidente, como o naufrágio de um navio.

Jair Bolsonaro explicou que o Brasil tem "no radar" o país que poderá estar por trás das manchas de petróleo que deram à costa. Segundo o jornal Folha de São Paulo, análises feitas pela Petrobras apontam para a Venezuela e reforçam as suspeitas de um vazamento e um navio.

Bolsonaro não descartou a hipótese de que o Brasil peça uma indemnização, caso seja confirmado o país de origem.

Depois de visitar a região afetada, o ministro brasileiro do Ambiente, Ricardo Salles, indicou que, desde o dia 2 de setembro, as equipas envolvidas na limpeza das praias recolheram mais de 100 toneladas de resíduos de petróleo.

Em vários locais foram encontradas aves ou tartarugas mortas ou cobertas de negro e para já não se conhece o impacto total do incidente, numa das zonas mais túristicas do Brasil.