EventsEventosPodcast
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Bolsonaro tem "no radar" país responsável por derrame de petróleo no nordeste

Bolsonaro tem "no radar" país responsável por derrame de petróleo no nordeste
Direitos de autor REUTERS/Diego Nigro
Direitos de autor REUTERS/Diego Nigro
De  Rodrigo Barbosa com EFE
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Desde o início de setembro, foram recolhidas mais de 100 toneladas de resíduos de petróleo em mais de uma centena de praias do nordeste brasileiro

PUBLICIDADE

O petróleo que deu à costa em mais de uma centena de praias do nordeste do Brasil poderá ser de origem venezuelana. O presidente brasileiro afirmou que a questão está a ser investigada e que poderá resultar de uma ação criminosa ou de um acidente, como o naufrágio de um navio.

Jair Bolsonaro explicou que o Brasil tem "no radar" o país que poderá estar por trás das manchas de petróleo que deram à costa. Segundo o jornal Folha de São Paulo, análises feitas pela Petrobras apontam para a Venezuela e reforçam as suspeitas de um vazamento e um navio.

Bolsonaro não descartou a hipótese de que o Brasil peça uma indemnização, caso seja confirmado o país de origem.

Depois de visitar a região afetada, o ministro brasileiro do Ambiente, Ricardo Salles, indicou que, desde o dia 2 de setembro, as equipas envolvidas na limpeza das praias recolheram mais de 100 toneladas de resíduos de petróleo.

Em vários locais foram encontradas aves ou tartarugas mortas ou cobertas de negro e para já não se conhece o impacto total do incidente, numa das zonas mais túristicas do Brasil.

Editor de vídeo • Rodrigo Barbosa

Outras fontes • Folha de São Paulo

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

"Isto é um desastre", diz residente sobre o derrame de petróleo no Brasil

Brasil: foram chamados para salvar crianças, mas acabaram numa operação de "salvamento" de armas

Cheias no Brasil deixam mais de 100 mortos e milhares de desalojados