Última hora
This content is not available in your region

Turquia lança operação terrestre contra os curdos no norte da Síria

euronews_icons_loading
Turquia lança operação terrestre contra os curdos no norte da Síria
Tamanho do texto Aa Aa

As tropas turcas deram início a uma operação terrestre transfronteiriça no nordeste da Síria, na sequência de ataques aéreos e de barragens de artilharia dirigidas às forças curdas que controlam a região.

Os militares turcos confirmaram que tinham "lançado a operação terrestre no leste do rio Eufrates" e mais tarde referiram ter atingido 181 "alvos militantes".

O presidente, Recep Tayyip Erdogan, diz que o objetivo é criar uma "zona segura" livre de milícias curdas, onde abrigar os refugiados sírios.

"Juntamente com todos os nossos comandantes, vamos derrubar o corredor do terror. Estamos determinados. O nosso combate não é contra os civis. Não serão tomadas medidas contra os civis", afirmou.

Fontes das Forças Democráticas da Síria, que os curdos integraram na luta contra o Estado Islâmico, falam de enorme pânico entre os civis e de pelo menos sete mortos.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, chamou o ataque turco de "má ideia", mas foi a sua decisão de retirar as forças dos EUA do caminho que deu luz verde a Erdogan.

"Dissemos ao Presidente Erdogan como nos sentimos, mas estamos a conversar com ambos os lados para vermos o que pode ser feito nesta situação. Não temos soldados na área, estamos a sair desta guerra sem fim, temos de o fazer, alguém tem de tomar a decisão", disse Trump.

Os curdos, que foram aliados dos EUA na luta contra o chamado Estado Islâmico (EI), sentem-se traídos. Entretanto, a Liga Árabe reuniu-se de emergência para refletir sobre aquilo a que se tem chamado o ataque flagrante da Turquia à soberania de um Estado irmão árabe.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.