Última hora
This content is not available in your region

Violênca marca segundo dia de protestos na Catalunha

euronews_icons_loading
Violênca marca segundo dia de protestos na Catalunha
Tamanho do texto Aa Aa

Foi em clima de grande violência que a Catalunha viveu o segundo dia de protestos, depois de conhecidas as sentenças dos 12 líderes separatistas. Só esta terça-feira, pelo menos 25 manifestantes foram detidos e 74 ficaram feridos, na sequência de confrontos com as autoridades, mas nenhum com gravidade.

Com 40 mil pessoas nas ruas, Barcelona tornou-se num campo de batalha, sobretudo depois de um grupo de encapuzados ter furado o cordão policial que protegia o edifício da sede da Delegação do governo.

A carga policial também se fez sentir em Girona, Tarragona e Lleida. A região viu estradas serem cortadas, voos cancelados.

Em Madrid, o executivo mantém o compromisso de manter a segurança. Na Catalunha, as autoridades pedem o regresso à paz e ao diálogo.

No entanto, os independentistas prometem não baixar os braços. Estima-se que os protestos se arrastem ao longo da semana. Esta quarta-feira, uma manifestação estudantil parte de cinco pontos da região catalã rumo a Barcelona. Para sexta-feira está convocada uma greve geral.