Última hora

Violênca marca segundo dia de protestos na Catalunha

Violênca marca segundo dia de protestos na Catalunha
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Foi em clima de grande violência que a Catalunha viveu o segundo dia de protestos, depois de conhecidas as sentenças dos 12 líderes separatistas. Só esta terça-feira, pelo menos 25 manifestantes foram detidos e 74 ficaram feridos, na sequência de confrontos com as autoridades, mas nenhum com gravidade.

Com 40 mil pessoas nas ruas, Barcelona tornou-se num campo de batalha, sobretudo depois de um grupo de encapuzados ter furado o cordão policial que protegia o edifício da sede da Delegação do governo.

A carga policial também se fez sentir em Girona, Tarragona e Lleida. A região viu estradas serem cortadas, voos cancelados.

Em Madrid, o executivo mantém o compromisso de manter a segurança. Na Catalunha, as autoridades pedem o regresso à paz e ao diálogo.

No entanto, os independentistas prometem não baixar os braços. Estima-se que os protestos se arrastem ao longo da semana. Esta quarta-feira, uma manifestação estudantil parte de cinco pontos da região catalã rumo a Barcelona. Para sexta-feira está convocada uma greve geral.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.