Última hora

Trump recua na oferta de propriedade privada para cimeira do G7

Trump recua na oferta de propriedade privada para cimeira do G7
Direitos de autor
أ ف ب
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Trump National Doral é o nome de uma estância de golfe, mas também o da mais recente polémica nos Estados Unidos. E, como o próprio nome indica, está associada a Donald Trump.

Depois da reunião dos líderes das sete maiores economias do mundo em França, o presidente dos Estados Unidos anunciou que seria o próximo anfitrião e nada melhor para acolher o G7 do que uma das suas propriedades privadas.

No Twitter, Trump justificou-se a dizer que achou que estava a proceder bem por alegadamente poucas infraestruturas terem melhores condições para receber a cimeira.

Fez também questão de ressalvar que estaria disposto a ceder as instalações sem fins lucrativos e, se possível, a custo zero para o país.

A mensagem não acaba sem acusar os média e os Democratas de irracionalidade e histeria por se oporem à solução apresentada.

E foi assim, através do Twitter, que o presidente dos Estados Unidos tentou dissipar as suspeitas de conflito de interesses. O Trump National Doral era um entre 12 locais possíveis para a realização do G7, de 10 a 12 de junho.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.