Última hora

Cimeira Rússia-África reúne elite política africana em Sochi

Cimeira Rússia-África reúne elite política africana em Sochi
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Em Sochi, uma mão cheia de líderes africanos, entre eles o presidente de Angola João Lourenço, reuniram-se para ouvir o presidente russo, Vladimir Putin.

Na primeira cimeira Rússia-África, Moscovo deixou claro que "tem muito a oferecer aos Estados africanos" e que há espaço para maior cooperação bilateral.

"Os países africanos estão cada vez mais atrativos para os negócios russos. Isto deve-se, principalmente, ao facto de África se estar a tornar um centro de crescimento económico global. O comércio entre a Rússia e África mais do que duplicou ao longo dos últimos anos e excedeu os 20 mil milhões de dólares. Acredito que podemos, pelo menos, duplicar o volume de negócios ao longo dos próximos quatro a cinco anos", sublinhou Vladimir Putin.

Na cimeira de dois dias participam cerca de 30 líderes africanos, de Moçambique a Cabo Verde passando pelo Egito. Discutem-se planos de intenções e de negócios.

De acordo com o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, o presidente russo e o homólogo egípcio, Abdel Fattah al-Sisi, chegaram esta quarta-feira a acordo para avançar com a retoma dos voos fretados entre os dois países.

Al-Sisi, o presidente em exercício da União Africana, foi o aliado escolhido por Putin para coliderar a cimeira.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.