Última hora

José Sócrates volta a tribunal para segundo dia de interrogatório

José Sócrates volta a tribunal para segundo dia de interrogatório
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

José Sócrates enfrenta esta terça-feira o segundo dia de interrogatório. Na noite anterior, à saída do tribunal, um simples adjetivo bastou para o antigo primeiro-ministro português descrever o próprio estado de espírito. No fim do primeiro de quatro dias de audição, realizada a pedido do ex-governante, no âmbito do caso "Operação Marquês", Sócrates disse estar "satisfeito".

No Tribunal de Instrução Criminal (TCIC), em Lisboa, o antigo chefe de governo negou ter recebido, durante o primeiro mandato, em 2006, seis milhões de euros de Ricardo Salgado, através do Banco Espírito Santo. Um montante que, de acordo com o Ministério Público, terá servido para travar a Oferta de Aquisição Pública (OPA) da SONAE sobre a empresa de telecomunicações Portugal Telecom (PT).

José Sócrates foi detido em 2014 e permaneceu 10 meses em prisão preventiva e 42 dias em domiciliária, indiciado pelos crimes de corrupção, fraude fiscal e branqueamento de capitais. Cinco anos depois, a sentença do antigo primeiro-ministro ainda está por conhecer.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.