Última hora
This content is not available in your region

Zoran Zaev teme pelo futuro do Acordo de Prespa

Zoran Zaev teme pelo futuro do Acordo de Prespa
Tamanho do texto Aa Aa

A nega da União Europeia ao início das negociações para a adesão da Macedónia do Norte pode colocar em causa o Acordo de Prespa. Quem o diz é o primeiro-ministro Zoran Zaev, o homem por trás do histórico entendimento com a Grécia tendo em vista a designação do país balcânico partilhou os seus receios em entrevista à euronews:

"Não há possibilidade de implementar o acordo de Prespa. Parte do acordo será suspenso porque realmente não é possível. Iremos tentar implementar qualquer coisa mas está tudo interligado. O processo de transformação significa abrir mão da nossa soberania para a dar à União Europeia."

Para o chefe do governo macedónio, o caminho europeu é o único a seguir para o seu país. A alternativa seria um grande problema para todos:

"Se apagarem a luz às estrelas da União Europeia ficaremos no escuro aqui. E no escuro vamos ficar perdidos. Se criarmos o ambiente para o radicalismo, para o renascimento do nacionalismo, iremos prejudicar bastante os Balcãs. E quando os Balcãs têm um problema, a Europa tem um problema."

A 1 de Janeiro, a Croácia irá assumir a liderança do Conselho Europeu. O primeiro-ministro, Andrej Plenković, admite que irá desenvolver esforços no sentido de acolher a Macedónia do Norte na família europeia:

"A nossa ambição é falar com quem não está convencido e explicar-lhes que o melhor para a estabilidade da região e o melhor para o futuro da Europa é começar o processo."

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.