Última hora

Partidos britânicos traçam linhas para a batalha eleitoral de dezembro

Partidos britânicos traçam linhas para a  batalha eleitoral de dezembro
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Bloqueado o Brexit, o parlamento britânico prepara-se para eleições.

Esta quarta-feira, no interior da Câmara dos Comuns, durante a sessão semanal de questões ao governo, os parlamentares traçaram as linhas da batalha eleitoral que se avizinha.

E todos os sinais sugerem que será uma batalha sem quartel.

O líder da oposição trabalhista Jeremy Corbyn atacou o acordo de Boris Johnson com a União Europeia e concentrou-se sobre o impacto deste sobre o setor da saúde.

"As pessoas têm agora uma oportunidade de mudança após anos de cortes pelos Conservadores e Liberais-democratas, privatizações e isenções fiscais para os mais ricos. Apesar de negar tudo, o serviço nacional de saúde fará parte de qualquer acordo comercial com os Estados Unidos", disse o líder trabalhista.

Respondendo ao líder da oposição, o primeiro-ministro Boris Johnson atacou o que acredita ser um dos pontos fracos de Corbyn, a incapacidade ou falta de vontade de terminar o processo do Brexit.

"Vamos obter um fantástico acordo de nos vai retirar da União Europeia; um acordo que ele tentou bloquear e que nós vamos cumprir. É o futuro para o nosso país. Andar à deriva com os trabalhistas ou levar o país a um futuro radioso sob a liderança dos conservadores. Esta é a escolha que o país enfrenta", disse o primeiro-ministro conservador.

Apesar dos conservadores liderarem as sondagens, a eleição é arriscada para Boris Johnson.
O primeiro-ministro quer obter uma maioria para conseguir realizar a sua visão do Brexit.

A eleição está marcada para quinta-feira dia 12 de dezembro, sexta-feira 13 poderá ser o dia da verdade para os conservadores.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.