Última hora

Após renuncia do Chile, cimeira do Clima "muda-se" para Madrid

Após renuncia do Chile, cimeira do Clima "muda-se" para Madrid
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Do Chile para Espanha. A próxima cimeira do Clima (COP25) vai afinal realizar-se em Madrid, ao contrário do que estava inicialmente previsto.

O presidente chileno anunciou esta semana que não iria organizar o evento por causa dos protestos e manifestações que se fazem sentir no país.

Já esta sexta-feira, a Agência da ONU sobre as Mudanças Climáticas confirmou a nova sede da cimeira.

"Gostaria de anunciar que numa declaração publicada, a Secretária Executiva da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas, Patricia Espinosa, disse estar satisfeita por anunciar que a Conferência das Partes concordou em que a cimeira do Clima (COP25) se realize entre 2 e 13 de dezembro em Madrid", anunciou Farhan Haq, vice-porta-voz da ONU.

Nos últimos dias, a cidade de Santiago converteu-se num autêntico cenário de guerra, com a população nas ruas em fúria contra as políticas vigentes no Chile.

Altamente pressionado na frente doméstica, além da cimeira do Clima, o presidente Sebastian Piñera viu-se também obrigado a renunciar à cimeira do Fórum de Cooperação Económica Ásia-Pacífico (Apec) que deveria acontecer em Santiago a meio de novembro.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.