Última hora
This content is not available in your region

Farage disponível para aliança eleitoral com Boris Johnson

euronews_icons_loading
Farage disponível para aliança eleitoral com Boris Johnson
Direitos de autor  Reuters
Tamanho do texto Aa Aa

Nigel Farage pediu a Boris Johnson para não substimar a determinação e organização do Partido do Brexit e abriu a porta para alianças com os conservadores...se forem cumpridas determinadas condições. No arranque da campanha eleitoral, Farage defendeu uma solução radical: "vou dizer a Boris Johnson que deixe cair o acordo. Deixe cair o acordo porque não é o Brexit. Acredito que a única forma de resolver esta situação é criar uma aliança em todo o país, em tornor da saída".

Antes, Nigel Farage tinha vestido a camisola de entrevistador na rádio britânica LBC e teve um convidado especial: Donald Trump. O presidente norte-americano não poupou elogios ao primeiro-ministro britânico. "Tenho boas relações com muitos líderes, incluíndo Boris, é um homem fantástico e acredito que é a pessoa certa para os tempos que correm. Acho que você e ele vão poder fazer coisas fantásticas. Se se juntar a ele, será uma força imparável, e Corbyn seria muito mau para o país. "

Trump disse ainda que o acordo que está em cima da mesa pode ser muito prejudicial para as relações económicas dos Estados Unidos e do Reino Unido.

Em reação a esta entrevista, a líder do Partido Nacional Escocês e primeira- ministra escocesa, Nicola Sturgeon, mostrou-se preocupada com o futuro. "Acredito que o que ouvi de Donald Trump, numa extraordinária conversa com Nigel Farage, e olhando para um futuro assustador, vai tornar o Reino Unido num caos. Este é o verdadeiro problema. Donald Trump vai querer ver o serviço nacional de saúde em cima da mesa...e é isso que o futuro nos reserva se deixarmos Boris Johnson seguir o seu caminho", sublinhou Sturgeon.

E as sondagens mais recentes apontam mesmo para que o primeiro-ministro conservador siga à frente dos destinos do Reino Unido dando-lhe uma vantagem de dois digitos face ao Partido Trabalhista, de Jeremy Corbyn. As eleições legislativas antecipadas estão marcadas para 12 de dezembro.