Última hora

Indígenas querem revisão do acordo UE-Mercosul

Indígenas querem revisão do acordo UE-Mercosul
Tamanho do texto Aa Aa

O apelo ao apoio da União Europeia à causa indígena brasileira, chegou a Portugal. Sónia Guajajara está num périplo pela Europa, 35 dias. Na Fundação José Saramago a ativista apelou a que a União Europeia reveja o acordo com o Mercosul porque ele põe em causa a vida dos índios brasileiros:

Bolsonaro é responsabilizado pelo aumento da tensão, pela ativista brasileira.

Os conflitos terminaram, na última sexta-feira, no assassinato de um líder indígena. Sobre a morte de Paulo Paulino Guajajara Sónia não tem dúvidas. Tratou-se de uma emboscada, acredita-se que organizada por madeireiros ilegais, na qual foi mortalmente alvejado. Um outro líder tribal foi ferido mas sem gravidade. Paulo Paulino pertencia a um grupo, guardiães da floresta, que protegem e monitorizam o território, como a própria diz, e que alerta está ameaçado.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.