Última hora

Holanda reduz velocidade máxima para combater emissões poluentes

Holanda reduz velocidade máxima para combater emissões poluentes
Direitos de autor
رويترز
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A Holanda vai reduzir os limites de velocidade máxima permitida nas autoestradas do país para 100 km/h. A medida consta de um pacote de iniciativas de emergência destinadas a travar as emissões de monóxido de nitrogénio, que aceleram a degradação da camada de ozono.

Do conjunto de medidas constam ainda mudanças à quantidade de proteína na alimentação animal, que ajudará a reduzir o impacto provocado por compostos na urina.

O primeiro-ministro holandês, Mark Rutte fez o anúncio na sequência de uma decisão do Supremo Tribunal holandês, que é vista como uma derrota para o executivo.

O Governo tem estado sob pressão desde que a justiça ordenou a suspensão de vários projetos por causa da Holanda estar a exceder os limites europeus colocados às emissões de nitrogénio. As licenças dadas a vários projetos de construção tiveram de ser congeladas.

Esta quarta-feira, o primeiro-ministro não escondeu alguma insatisfação mas disse que a decisão é para cumprir: "Ninguém gosta, mas no final é melhor. É necessário evitar o bloqueio da Holanda e, acima de tudo, evitar a perda desnecessária de empregos. Alguns grandes projetos, como o reforço dos nossos diques são muito importantes para a nossa segurança. Não podemos ficar sem eles, por isso devemos ter uma lei de emergência especial."

O monóxido de nitrogénio e considerado um dos gases mais poluentes da atmosfera com efeitos nefastos para a saúde pública.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.