A maré voltou a subir em Veneza

A maré voltou a subir em Veneza
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Depois de decretado o estado de emergência pelo governo italiano, o presidente da câmara pede donativos para ajudar na reconstrução

PUBLICIDADE

A situação é dramática. Depois de decretado o estado de emergência pelo governo italiano, o presidente da câmara pede donativos para ajudar à reconstrução.

Cerca das 11h26, hora local, uma hora a mais do que em Lisboa, a maré atingiu um pico de 154 centímetros de altura. Ficou-se longe dos 187 atingidos na noite de terça-feira, mas foi o suficiente para fechar a Praça de São Marcos, para parar os transportes marítimos e encerrar escolas, pelo terceiro dia consecutivo.

A área central da cidade dos canais, com muito mais água do que é normal, ficou inacessível para as pessoas.

Foi uma semana em que se bateram recordes, com três marés excecionais nunca vistas desde 1872.

Para domingo de amanhã espera-se nova alta mas não deverá ir além dos 130 centímetros.

O presidente da câmara pediu donativos para ajudar a recuperação e a reconstrução do património histórico destruído pelas inundações.

Os prejuízos são estimados, pelo mesmo, em centenas de milhões de euros.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Chuva dá tréguas em várias regiões italianas

O país mais velho da Europa: o que está por detrás do problema do envelhecimento em Itália?

Buraco abre-se em rua de Nápoles e engole dois carros