Última hora

A maré voltou a subir em Veneza

A maré voltou a subir em Veneza
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A situação é dramática. Depois de decretado o estado de emergência pelo governo italiano, o presidente da câmara pede donativos para ajudar à reconstrução.

Cerca das 11h26, hora local, uma hora a mais do que em Lisboa, a maré atingiu um pico de 154 centímetros de altura. Ficou-se longe dos 187 atingidos na noite de terça-feira, mas foi o suficiente para fechar a Praça de São Marcos, para parar os transportes marítimos e encerrar escolas, pelo terceiro dia consecutivo.

A área central da cidade dos canais, com muito mais água do que é normal, ficou inacessível para as pessoas.

Foi uma semana em que se bateram recordes, com três marés excecionais nunca vistas desde 1872.

Para domingo de amanhã espera-se nova alta mas não deverá ir além dos 130 centímetros.

O presidente da câmara pediu donativos para ajudar a recuperação e a reconstrução do património histórico destruído pelas inundações.

Os prejuízos são estimados, pelo mesmo, em centenas de milhões de euros.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.