EventsEventos
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Polícia maltesa detém suspeito no caso Caruana Galizia

Polícia maltesa detém suspeito no caso Caruana Galizia
Direitos de autor Reuters
Direitos de autor Reuters
De  Joao Duarte Ferreira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A jornalista foi assassinada em 2017 enquanto conduzia uma viatura próximo à sua casa na capital, Valeta

PUBLICIDADE

As autoridades maltesas prenderam um indivíduo suspeito de ser o intermediário no assassinato da jornalista anti-corrupção, Daphne Caruana Galizia.

O suspeito é acusado de ser o elo de ligação entre o indivíduo suspeito de contratar o assassinato e os indivíduos acusados de terem cometido o crime assim como aqueles envolvidos no engenho explosivo utilizado na operação.

Uma fonte da polícia afirma que a detenção teve lugar na quinta-feira passada enquanto parte de uma outra investigação.

Peritos da Europol encontram-se no local para acompanharem as investigações.

O primeiro-ministro de Malta, Joseph Muscat, já veio a público afirmar que o governo recomendaria um perdão para o suspeito caso este colaborasse com as autoridades e aceitasse testemunhar em tribunal.

Daphne Caruana Galizia escrevia um blog dedicado à luta contra a corrupção.

Em 2017 foi vítima de uma explosão enquanto conduzia uma viatura próximo à sua casa na capital, Valeta.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Novo primeiro-ministro promete unidade

Malta: Três homens acusados de homicídio pela morte da jornalista

Morreu o estilista Roberto Cavalli aos 83 anos