Última hora
This content is not available in your region

Novo primeiro-ministro promete unidade

euronews_icons_loading
Novo primeiro-ministro promete unidade
Direitos de autor  reportage Euronews
Tamanho do texto Aa Aa

O partido Trabalhista de Malta escolheu Robert Abela, advogado de 42 anos, para suceder a Joseph Muscat na sua liderança e, consecutivamente, na chefia do governo. Muscat renunciou ao cargo no início de dezembro e na sequência da investigação ao assassinato da jornalista Daphne Caruana Galizia. Um momento delicado para o país com vários políticos a serem ouvidos no âmbito deste processo. O filho do antigo Presidente maltês George Abela promete unidade.

No seu discurso de vitória afirmou que não foi ele que ganhou a corrida e o seu adversário, Chris Fearne, que perdeu, que o único vencedor é "a unidade no seio do Partido Trabalhista de Malta", afirmando-se "comprometido em transmitir essa unidade a nível nacional", e dizendo-se "ansioso por trabalharem todos juntos pelo país".

Espera-se que o novo chefe do executivo, que assume o cargo para os próximos dois anos e meio, fale à Nação este domingo à noite.

O assassinato da jornalista de investigação, com a explosão de uma bomba colocado no seu carro, lançou Malta no caos com governantes, de topo, a serem ouvidos pela polícia no âmbito da investigação e com os malteses a pedirem Justiça e a comunidade internacional a pedir esclarecimentos. O Parlamento Europeu vai mesmo enviar uma missão ao país.