Citroën abandona mundial de ralis

Citroën abandona mundial de ralis
De  Bruno Sousa
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Saída de Sébastien Ogier na origem da decisão da marca francesa

PUBLICIDADE

É o fim de uma era no Campeonato do Mundo de ralis. A Citroën abandona a competição depois de 21 temporadas entre a elite do automobilismo. A decisão, que já estava prevista mas apenas para 2021, foi antecipada devido à saída de Sébastien Ogier, que deixou a equipa sem um piloto de topo para 2020. Para trás ficam 102 corridas ganhas, nove títulos mundiais de pilotos, todos conquistados por Sébastien Loeb, e oito de construtores. A marca francesa irá agora apostar nas corridas de resistência e aponta à participação nas 24 horas de Le Mans em 2023.

Quanto a Ogier, é o favorito a ocupar o lugar de Ott Tänak na Toyota. O campeão do mundo em título deixa a marca japonesa e na próxima temporada irá conduzir ao volante da Hyundai, a vencedora do último mundial de construtores.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

A caminho de Portugal, Ott Tänak vence 2ª ronda do Mundial de Ralis

Rali Safari regressa ao mundial de ralis 19 anos depois

Direitos humanos pressionam arranque do Dakar2020