Última hora

Papa Francisco: "energia atómica na guerra é um crime"

Papa Francisco: "energia atómica na guerra é um crime"
Tamanho do texto Aa Aa

"Usar a energia atómica para a guerra é um crime". A denuncia do Papa Francisco que na sua visita oficial ao Japão deslocou-se a Hiroxima, depois de Nagasaki, onde os Estados Unidos lançaram uma bomba atómica em 1945.

No memorial da paz e, honra aos 200 mil mortos de Hiroxima, o sumo pontífice usou da palavra.

"Aqui, erguemos os olhos para este local: uma encruzilhada de morte e vida, de derrota e renascimento... de sofrimento e compaixão", declarou.

Em Nagasaki, para além de abordar o drama da tragédia nuclear, Francisco visitou o monumento dedicado aos 26 mártires crucificados durante a perseguição do cristianismo, em particular dos jesuítas portugueses, no Japão do século XVI".

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.