Última hora

AidZone: Mãe conta como foi perder tudo no conflito de Marawi

AidZone: Mãe conta como foi perder tudo no conflito de Marawi
Tamanho do texto Aa Aa

Anidah vive num abrigo temporário em Bogang, criado para pessoas deslocadas internamente depois do conflito de Marawi. Os abrigos têm alguns metros quadrados de largura e Anidah vive numa das casas com o marido e com os sete filhos.

Clique no vídeo em cima para ver o depoimento

“Vivíamos no centro, tínhamos um cibercafé que era a fonte dos nossos rendimentos. Cresci lá, onde me casei e tive filhos. Pensamos que depois de alguns dias o conflito iria parar, mas quando ouvimos aviões a bombardear casas, decidimos mudar de sítio. Durante o conflito , mudamos-nos para a casa do meu marido e vendemos tudo. A vida era muito difícil e continuamos a andar de um sítio para outro e acabamos por ficar aqui. Visitamos a nossa casa após o conflito e pegamos em algumas coisas que valiam alguma coisa e vendemos tudo o que era possível vender. Tínhamos uma casa de dois andares, isto antes de 2017. Mudamo-nos para cá este ano. A vida é muito difícil, mudamo-nos para cá porque aqui podemos ganhar a vida, temos uma loja e as cr ianças podem ir à escola. No nosso acampamento anterior, a escola estava muito longe. Não sabemos se conseguiremos receber uma casa permanente, porque não ouvimos sequer falar disso. Talvez tenhamos que ficar aqui."

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.