Última hora

Ataque de Londres: "não vamos permitir que nos estrague o Natal" diz "Mayor"

Ataque de Londres: "não vamos permitir que nos estrague o Natal" diz "Mayor"
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Duas pessoas morreram e três ficaram feridas no ataque desta sexta-feira na London Bridge. O principal suspeito acabou por ser abatido pela polícia. Usman Khan tinha 28 anos, em 2012 foi preso por crimes de terrorismo.

Para além da faca, o homem usava um colete de explosivos falso. Um grupo de pessoas conseguiu mobilizar o suspeito, impedindo que fizesse mais vítimas. Depois do ataque, a segurança foi reforçada em todo o país.

"Como o primeiro-ministro disse, e com razão, temos de ver se estamos a aplicar as sentenças correctas, sentenças longas o suficiente para os criminosos mais violentos e a garantir que a polícia e nossas agências têm os poderes necessários. Analisaremos isso rapidamente e tomaremos as medidas necessárias, para garantir que fazemos tudo o que pudermos para manter as pessoas seguras".
Brandon Lewis
Ministro da Segurança do Reino Unido

No local, a polícia continua as investigações para perceber ao pormenor o que aconteceu. Para já, todos sublinham a coragem do grupo de londrinos que enfrentou e dominou o agressor. Estas pessoas estão a ser consideradas como verdadeiros heróis.

"Não vamos permitir que este terrorista atrapalhe o nosso modo de vida. Não vamos permitir que nos estrague o Natal. Não vamos permitir que afete os nossos negócios em Londres (...) Temos que garantir a nossa confiança; que o nosso estoicismo esteja em exibição e que somos resistentes. Não vamos permitir que este terrorista, nem ninguém, divida as nossas comunidades."
Sadiq Khan
Presidente da Câmara de Londres

Os londrinos continuam as suas vidas e os seus negócios tentando mostrar que Londres está habituada a este tipo de ataques e que as pessoas não vão mudar hábitos nem rotinas.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.